Sejam Bem Vindos!


Sejam bem vindos!

Hoje (07.05.2010), eu e minha fisioterapeuta Debora Cervinho,
criamos este blog para que eu possa contar um pouco da minha história,
compartilhar o meu dia a dia e um pouco da minha luta.



sexta-feira, 6 de julho de 2012

Minha história...

Já escrevi tanto neste blog, contei  passo a passo como sofri o acidente, escrevi da minha vida, dos meus sentimentos, de como passo os meus dias e nem sei se as pessoas que aqui visitam gostam. 
Acompanho pelo contador de visitas que tem tantos visitantes e que esses visitantes costumam ler meus posts, mas mesmo assim os comentários são poucos. O que eu peço é que para não tenham vergonha pois seus comentários me fazem bem e revigoram meus dias.
Fico feliz em poder compartilhar aqui as minhas alegrias e tristezas. 
Quero muito que todos que aqui estiveram continuem me acompanhando. Quero com certeza muito mais coisas boas pra contar do que sentimentos tristes pra compartilhar. 
Para quem está começando a acompanhar o blog, fica a dica, é mais fácil começar de trás pra frente.
Agradeço muito a todos!
Fiquem com Deus e bom fim de semana!

6 comentários:

  1. Nossa Didigo, vc esta ficando importante, rsrsrs. Mesmo que minhas visitas sejam poucas acompanho de perto tudo que vem de vc. Tanto é que fui te visitar quando soube da sua vovó. Ma Deus sempre estará acompanhando e dando luz a uma criatura tão linda como ela foi na sua vida.
    Mais saiba que apesar de tudo, amo visitar vc, principalmente quando vc esta de bico, hahahaha ai sim que fica bb de vovó mimadinhu.
    Juro que vou me policiar para não ficar muito tempo sem ir na sua casa.
    Se cuida, seja mais educadinhu, animadinhu e menos mimadinhu, rsrsrsrsr
    Te amúuuuuuuuuuuuuu se mané
    Da sua e sempre super!!!!
    Andrea Souto

    ResponderExcluir
  2. Kelen Bittencourt.8 de julho de 2012 01:57

    Lindinho, de vez em quando eu dou uma olhada, mas as fofocas "quentes" vc deixo pra vc mesmo contar hahaha beijoooooooooooooooooooooo. ;)

    ResponderExcluir
  3. Olá, Rodrigo!
    Esta é a primeira vez que comento em seu blog. Não é a primeira vez que visito, mas não o conhecia há tanto tempo assim.
    Tomei coragem (ou perdi a preguiça) para comentar com esse post, já que você disse gostar desse retorno. Mas na verdade, a primeira vez em que senti vontade de escrever foi há duas semanas atrás, na penúltima sexta-feira, pra ser mais precisa. Era um fim de tarde de trabalho de uma semana que não estava sendo muito feliz pra mim (semana, ou mês, ou ano... rs... Todas as opções estariam corretas, rsrs). Lá estava eu, diante de um computador, numa gerência onde quase todo mundo já tinha ido embora. Eu, a essa altura, não estava mais produzindo nada. Estava só sentada diante de um computador, pensando... Pensando, pensando... E me peguei triste, muito triste, diante das coisas que saem errado nas nossas vidas. Coisas que a gente tenta mudar, mas parece que acaba piorando. Fui pensando em um monte de bobagens, e lá estava eu, bem murchinha, sem coragem de sair e ir pra vida insossa que me espera quando saio do trabalho. Aí peguei meu celular e entrei no Facebook, só pra olhar. Procurando nada em especial, agindo mecanicamente, apenas. E vi que uma das amigas da minha lista tinha curtido uma foto sua. E me bateu uma curiosidade boba, que me fez entrar no seu perfil. E vi que você tinha um blog... Voltei a atenção pro computador e decidi espiar. Fui lendo seus posts, dos mais recentes pros mais antigos. Não li muita coisa. Mas fiquei realmente tocada pela forma como você fala. Como narra as coisas. Com a sinceridade das suas palavras e suas percepções. Como vê o mundo com tanta positividade, ainda que admita que nem todos os dias são bons, mas ainda sim, mantendo a alma tão leve (posso ter me enganado, mas foi a impressão que tive). E um post em especial me tocou profundamente. Pode ser que eu estivesse sensível por conta de meus próprios problemas, pode ser a música do meu fone de ouvido que tenha me fragilizado, rs... Só sei que mal comecei a ler e caí no choro. Mas não foi tristeza não! Foi mais um abrir de olhos. Um tapa, pra acordar pra realidade. Parecia que você estava falando direto pra mim. Você dizia:
    "Vivemos procurando um sentido para as nossas vidas. A Felicidade, o bem estar e muitas outras coisas nos fazem dedicar maior parte do nosso tempo para entender o motivo pelas coisas a qual passamos.
    Ficamos tristes a procura da felicidade que tanto tentamos encontrar.
    Não existe fórmula e nem é tão fácil de encontrar.
    A felicidade está nas pequenas coisas que cada um de nós não conseguimos realizar. A saudade das coisas que não podemos mais fazer foram momentos de felicidade que passamos não percebemos, talvez pela correria do dia a dia.
    Então fica a dica, não vamos deixar de perceber as pequenas coisas que passam pela nossa vida e podemos realizar agora.
    Fiquem com Deus!
    E não deixem escapar as oportunidades.
    Aproveitem!"

    Coisa mais linda de se ler!!! Na hora percebi que você estava certo, e eu, errada. Que por mais que tenhamos motivos pra chorar, sempre temos uma a mais pra sorrir. Ainda que haja tempestade, o sol está lá, sempre lá, e uma hora ele vai aparecer. Claro que somos limitados, e vez ou outra vamos nos esquecer disso e tornar a ficar tristes. Mas aí lembro de palavras doces e verdadeiras assim, e ganho mais um motivo pra seguir minha jornada.
    Enfim, era isso. Queria muuuuito te agradecer, porque naquele dia suas palavras fizeram a diferença na minha vida. Arrancaram de mim muitas lágrimas, que eu estava tentando guardar e ser "forte", mas me fizeram mais consciente e menos ignorante.
    Pretendo ainda ler toda sua história, e aprender cada dia um pouquinho mais dessa grande troca de experiências que é a vida. Mas queria deixar aqui registrado o meu muito obrigada. ;-)
    Beijos,e que Deus o guarde e ilumine sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que eu pude ajudar mesmo que seja somente com minhas palavras. Fico feliz de saber que vc agora estará sempre aqui. Seja bem vinda e que Deus abençoe sua vida!

      Excluir
  4. Olá Rodrigo. Também já faz algum tempo que acompanho seu blog, mas tinha vergonha de escrever, sei lá...Rs. Mas agora que estou mais em casa por conta do nascimento da minha filha tomei coragem pra escrever...
    Não sei se você lembra de mim...Estudei com você no SEME-Paranapuã no 2º grau e depois de alguns anos te reencontrei na Igreja Sara Nossa Terra. Cheguei a fazer algumas aulas da "escola de vencedores" na igreja com você. Na época do seu acidente estava na igreja e lembro como se fosse ontem o Pr. Jonas orando pela sua recuperação durante o culto.

    Bem, acompanho seu site já há alguns anos e suas palavras e sua força em Deus edificam muito minha vida. Em 2010 meu pai sofreu um AVC e hoje tem muita dificuldade de se movimentar e mais ainda de se expressar. Através do seu blog consigo entender mais o que ele pensa, as angústias do seu coração. Obrigada por suas palavras. Você é uma benção mesmo!!

    Continue assim....sendo canal de Deus na vida de outros...
    Ah..agora pretendo responder mais seus comentários, inclusive perguntar algumas coisas, se você não se importar...

    BJs.Deus abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tatiana suas palavras são realmente importantes para mim. Seu comentário me faz querer escrever mais. Pode ficar à vontade para perguntar qualquer coisa. Estimo melhoras para o seu pai. Com certeza tudo na nossa vida tem um propósito e com seu pai não vai ser diferente.
      Beijos.

      Excluir